Três dicas importantes para manter um casamento feliz

Numa sociedade apressada em todos os momentos e em todos os sentidos, nunca é demais explicitar orientações pontuais para ajudar na saúde do casamento, sobretudo quando o casal casou na fé em Cristo e rasgou a página do dicionário onde estava a palavra “separação”.

Casal feliz ao por do sol-2Íamos começar este artigo dizendo que o grande inimigo de um casamento bem sucedido é A PREGUIÇA, aquela que nos impede de se mover quando percebemos em nós mesmos um defeito que está atrapalhando a relação! Pior, ao percebermos as coisas indo de mal a pior, simplesmente começamos a reclamar a três por quatro, sem demonstrar nenhuma reação de mudança significativa na direção do conserto daquele defeito.

Ora, Zé preguiça e Maria mole: tudo nesta vida precisa ser trabalhado e suado, buscado e conquistado, com grande ou gigantesco esforço. Veja: nós estudamos e trabalhamos para ter um salário melhor; depois economizamos ou mergulhamos em dívidas para ter uma casa melhor; depois nos esforçamos para dar aos nossos filhos as melhores condições de educação; etc., mas, no meio dessas batalhas, esquecemos algo muito importante: o nosso relacionamento de casal casado num modelo de “Casamento-a-Três”, onde o Deus que detesta “acomodações preguiçosas” é o Senhor absoluto! E, acredite, este maravilhoso casamento também precisa de atenção e cuidados, e é isto o que tratamos neste Site.

É duro dizer isso mas, mesmo entre os cristãos, há gente que acha que basta subir ao altar, assumir o compromisso e colocar uma aliança no dedo para o casamento seguir sozinho de vento em popa, sem que façamos nada para cultivá-lo e consolidá-lo. Ora, se você pensa assim, sinto lhe informar que você está completamente enganado!… E cuidado para não terminar seu “Casamento-a-Três” em situação pior do que terminam os casamentos mundanos!… Sim, seu casamento é o ideal, mas para ele seguir dando certo é preciso muita dedicação, amor e atenção. Pode crer.

A seguir, passamos-lhe três dicas cruciais para o caso de você querer manter seu casamento no bom caminho, se é que já não “dançou”.

1 – Marido e mulher devem namorar sempre

SEXO AMOR EM FOGOAntes de dizermos o SIM perante o pastor/padre, nós apenas namorávamos (idealmente como ‘castos’ ou vergonhosamente como mundanos) e, mesmo assim, era muito difícil deixar de se ver ou de se falar. Parecia até mesmo uma necessidade imperiosa, uma fome de viver. Sempre estávamos juntos, sempre se falávamos, dizendo coisas banais ou bacanas um para o outro. Mas, quando casamos, essas coisas que ‘aproximam e grudam’ tantos casais acabaram se perdendo, como por feitiço…

Mas nunca é tarde para se reconquistar aquilo que se perdeu, ainda mais quando queremos seguir em frente com o “Casamento-a-Três”, feito aos pés de Cristo. Por isso, separe um tempo para vocês dois saírem um pouco, namorarem e esquecerem as obrigações da vida (se possível, tirem um fim de semana só para vocês dois). Depois de um fim de semana desses, vocês verão que não será nada difícil marcarem um final de semana por mês para terem outras ocasiões dessas, ao ponto de que cada mês lembrará “aquele weekend de puro fogo” (por assim dizer)…

2 – Esqueçam de comer mas não esqueçam de se beijar

Casal perfeito-2Com o passar dos anos em um relacionamento, aqueles beijos calientes da época de namoro vão desaparecendo e se transformando em selinhos aparentemente obrigatórios. Fuja dessa sutil armadilha e se entregue novamente aos beijos acalorados de outrora: com certeza ele fará muito mais pela vida de vocês dois do que vocês possam imaginar. Beijos demorados ajudarão não somente na proximidade física do casal, como também trará mais desejo sexual para ambos (afinal de contas, não podemos esquecer que foi nos beijando ardentemente que sentimos nossos corpos pedindo pelo amor e pelo fogo de uma vida a dois! “Foi um beijo nosso que nos marcou o coração e nos levou a decidir vivermos juntos para sempre!”, disse um casal famoso de poetas da Era Romântica).

3 – Enaltecer as qualidades é o bicho!

Casamento feliz tem flores e bíblia1Algo comum e desastroso nos relacionamentos são as famigeradas reclamações! Os casais se esqueceram de que ao se elogiarem, ao dizerem coisas bacanas um para o outro, os hormônios se irradiam pela audição e a audição marca a memória para sempre, fazendo a chama do tesão manter-se bem acesa! Pode crer. A falta de incentivos e palavras carinhosas pode colocar qualquer relacionamento à deriva; ou, caso não afunde, um dos lados do barco ficará com baixa auto-estima e tenderá a virar (algo que, na marinha, é considerado fatal).

As pessoas precisam conhecer seus valores pela boca do cônjuge amado. Para isso, nada melhor do que ouvir a opinião positiva daquele(a) que é tão importante em sua vida. É uma valorização dos esforços; é o não olhar apenas para os defeitos; é o cuidar do bem espiritual do outro; é enfim, enaltecer o que temos de bom no mais profundo de nossa alma! E isso tudo traz ótimos fluidos ao relacionamento, pois, quando damos mais atenção para o que o(a) parceiro(a) tem de bom, os defeitos vão sumindo (senão de verdade, mas pelo menos de nossa vista quase sempre egoísta e injusta). Pense nisso e bola pra frente.

 

Sobre John Valente

Prof. John Valente - Especialização: relacionamento conjugal cristão; Formado em Administração de Empresas e Teologia, especializou-se em Ciências da Religião, e participou de diversos cursos e treinamentos na área de relacionamento conjugal, inclusive o Seminário de Relacionamento Afetivo da “Agência de Casamento” que lhe apresentou à sua esposa.
Esta entrada foi publicada em Casamento. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code