Gravidez sem pai nem mãe: a Ciência do inimigo quer dispensar Deus!

No limiar de uma era completamente tresloucada, moral e espiritualmente, onde a gravidez sempre aparece antes do casamento, ela parece estar com seus dias contados até como sistema natural da procriação humana!

Não é de hoje que dizemos que já entramos na “Era do antiCristo” e que todo o espetáculo deprimente desses dias configura precisamente o que o inimigo de Deus deseja para este planeta, a saber, a reinauguração de uma nova Sodoma (cidade destruída pela ira de Deus que se levanta contra a depravação moral da alma humana) e a instauração de um governo único, centralizado e totalitário, onde todas as ordens emanem de um só cérebro, o cérebro de Lúcifer.

Neste mesmo sentido, a intenção do inimigo é, pela degeneração moral do gênero humano, promover uma anarquia sociopolítica generalizada, na qual nenhuma instrução do Evangelho sobreviva, pondo fim definitivo ao Cristianismo e à salvação das almas. E tudo indica que o ponto culminante dessa obra macabra seria, dentro da depravação sexual reinante, eliminar a concepção natural de seres humanos, impedindo que nasçam bebês pela via normal e fazendo aparecer seres híbridos, ora nascidos sem participação da mulher e muito menos do homem, ora gerados em laboratório (podendo estes serem até mesmo extraterrestres, como o fenômeno das abduções tem provado). Enfim, é este o ponto que trataremos neste artigo. Senão vejamos.

Até há alguns anos atrás, a Ciência falava na forte possibilidade de que mulheres gerassem filhos com outras mulheres, ou melhor, que seres humanos sadios poderiam nascer de malabarismos genéticos feitos apenas com óvulos, isto é, dispensando qualquer esperma (veja como era este tipo de notícia tomando ESTE link como exemplo) e, por óbvio, decretando o verdadeiro e tão sonhado “crepúsculo do macho”, como desejo secreto de satanás contra a primeira obra humana de Deus.

Isto posto, não podemos negar que até mesmo nós, enquanto alunos no Seminário Instituto Teológico Pastoral da Arquidiocese de Fortaleza, ficamos meio atônitos (para não dizer em pânico) quando nossa mestra de Cristologia nas Cartas Paulinas veio defender, em plena sala de aula, que os homens são dispensáveis, e que daqui há algumas décadas, o planeta inteiro seria habitado apenas por mulheres! (Bem que elas mereciam isto!).

Até chegamos a concordar, por nossa própria experiência sentimental, que os homens pós-modernos se tornaram tão bestiais e animalescos, uma verdadeira marionete erotizada e abestalhada pela influência da Mídia, que talvez por isso eles merecessem mesmo uma extinção indolor, pensando apenas pragmaticamente do lado das mulheres e das feministas. Pois bem.

Ora, caro leitor. Não imagina o amigo que agora, recentemente, entre o 1º e o vigésimo dia deste último setembro (2016), pesquisadores científicos têm praticamente divulgado a mesma notícia, só que dispensando também a mulher, já que células comuns (e não apenas óvulos e esperma) foram utilizadas com sucesso em animais de laboratório! E pior, a nota nem dá conta do sucesso no fabrico de úteros artificiais, faltando experimentar apenas uma gravidez completa num útero artificial implantado numa mulher SEM útero.

Eita amigo! “O mundão tá mesmo doidão!”. Ora, meu prezado: a Humanidade decaída sempre quis dispensar Deus em todos os seus planos secretos; depois dispensaram o Homem, pérola primeira da criação edênica; depois dispensaram a Mulher, adorno de todos os deuses; mas agora, com tudo construído com tecnologia infernal, dispensaram até o útero, único lugar onde uma vida humana nasceria sem complicações, lembrando os planos do ‘Grande Macróbio’ que CS Lewis descreveu em “Aquela Força Medonha”.

Ufa! Este é mesmo um momento terrível e diabólico! E que nos leva a pensar: o que será a Humanidade do futuro, digamos, daqui a uns 100 anos (se Jesus já não tiver voltado!), quando todos os homens e mulheres tiverem sido fragorosamente substituídos, não por máquinas apenas, mas por gente nascida de “symbiosis pluricelulares” e processos bioquímicos manipulados por demônios? Você se lembra de Alcasan? Ora, ali estava uma primeira profecia lewisiana desta realidade, que os “cientistas” da época ainda não tinham como “melhorar”: ali ainda foi preciso preservar uma “cabeça viva”! Porém, para os demiurgos, cabeça humana é lixo, e por isso o exército de satanás na época da Grande Tribulação será muito mais terrível, pois nem poderá ser descrito como máquinas nem como gente, embora seja ambas as coisas ao mesmo tempo e nenhuma delas! Enfim, com quem de fato a Humanidade lutará naquela nova idade das trevas? Cruz credo!

 

Sobre John Valente

Prof. John Valente - Especialização: relacionamento conjugal cristão; Formado em Administração de Empresas e Teologia, especializou-se em Ciências da Religião, e participou de diversos cursos e treinamentos na área de relacionamento conjugal, inclusive o Seminário de Relacionamento Afetivo da “Agência de Casamento” que lhe apresentou à sua esposa.
Esta entrada foi publicada em Casamento. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code