Dicas para o jovem cristão estar bem no primeiro encontro

São orientações que a maioria dos homens do mundo nem leriam, ou talvez lessem rindo ou ridicularizando (pois o homem mundano se acha o tal e não precisa dessas coisas), mas que para um cristão fazem grande diferença.

Homem-bem-sucedido2O ser humano precisa se sentir bem consigo mesmo e com o próximo, pois foi assim que Deus estruturou a sociedade humana para o encontro na futura pátria celestial, permitindo-nos uma convivência múltipla e diversificada, com a qual nosso caráter é formado. Neste espírito, a simples arte da paquera, além de fazer bem ao ego e à autoestima, nos põe em contato com pessoas que às vezes jamais imaginávamos encontrar, muitas delas almas boas com as quais uma amizade, no mínimo, seria interessante. A enorme quantidade de gente buscando agências de casamento, sites e “Apps” de paquera provam o quanto é importante o relacionamento amoroso.

Neste post, separamos cinco táticas individuais para administrar o início dos relacionamentos amorosos, porque muita gente fica literalmente perdida nessas horas, e nossa Agência nasceu justamente para ajudar neste mister. Vejamos as dicas com “instruções para iniciantes”:

“Imagem é tudo”: cuidado!

Modelo de homem lindo2Se você vai iniciar o jogo do amor pelo envio de uma foto, então faça de um tudo para bater uma foto legal, do tipo com a qual você se sinta bem (não adianta fingir agora e depois cair de vergonha com a cara no chão). E lembre: paisagens, animais de estimação, mensagem de amor, tudo isso é lindo, mas não é você! Atinge outros objetivos, mas dificulta o modus operandi da paquera sincera de uma Agência como a “Casamento-a-Três”. Além do mais, pode passar a impressão de que você está se escondendo ou escondendo algum “defeito”. Portanto, capriche numa foto tirada por um familiar seu, ou faça uma selfie de qualidade.

Descrição do seu perfil

Nas paqueras on line ou via agência de casamento, procure ser bem objetivo e não tenha medo de contar o seu ideal: o matrimônio cristão (“Casamento-a-Três”). Se possível, faça isso sempre com bom humor, informando logo quem você é, sem se revelar por completo (deixar um pouco de mistério nesta hora é o ideal: lembre que a curiosidade é um dos melhores temperos para o bom interesse da paquera). Ah, e fuja do lugar comum das cantadas batidas (este Site está preparando uma página especial só sobre cantadas), e não comece com uma chuva de perguntas que deixarão uma má impressão sobre você, queimando o seu filme.

“A pressa é inimiga da perfeição”

relogiocorrendoNunca marque um encontro logo nas primeiras conversas, pois isso assusta (lembre que o mundo está cheio de espertalhões e gaviões, doidos para dar uma bicada e curtir uma “rapidinha”). Por isso, como você é um jovem cristão, converse, e converse mais, bem descontraidamente, demonstrando interesse sem afetação ou gabolice. Conheça bem a pessoa e deixe que ela conheça você. Esta é a fórmula que garantiu pleno êxito entre os casais que chegaram ao “Casamento-a-Três”.

“Passar confiança é tudo”

A única maneira de gerar alguma confiança no início do jogo da paquera é a sinceridade, estampada na face e transparente nas palavras. Lembre que a geração de confiança é uma tarefa PARA O RESTO DA VIDA, pois nunca ninguém jamais consegue se tornar 100% conhecido do outro, e assim, “enquanto a confiança não vencer a ignorância”, aquele relacionamento está sob sério risco de malograr. Por isso, jamais demonstre ser aquilo que você não é, pois este tipo de máscara um dia cairá e aí a vaca vai pro brejo, “com leite e tudo”! Pense em qualquer outra relação humana e veja que a falta de confiança acaba com qualquer uma, mormente a paquera, que é uma coisinha tão frágil que qualquer decepção inicial pode azedar tudo e fazer aquele sonho sumir de vista.

Tenha sempre bons assuntos

Sempre um bom papo-1Esta dica é tão óbvia que vai parecer criancice falar nela: imagine você paquerando alguém e simplesmente o assunto se acaba! Já pensou no sufoco? Ora, em qualquer outro tipo de relação, faltar assunto pode ser considerado “normal”, e assim ser contornado por outra conversa ou pela entrada de um novo interlocutor no pedaço. Mas na paquera não: você está (a maioria das vezes) sozinho com sua pretendente e sem chance de desviar a atenção para outro lugar, e por isso, se faltar conversa, a paquera vai mal, pode apostar. E se chegar outro para conversar, talvez seu espaço já era! Logo, parece coisa de menino, mas o conselho é: Estude… Isto é, informe-se, preencha sua mente com bons assuntos e bola pra frente.

E veja: essas cinco dicas de nada valem sem algumas outras observações preciosas veja: Autoconfiança é uma delas. O medo é sempre um inimigo a ser combatido, e ele sempre nos impede de alcançar oportunidades únicas, como conhecer pessoas interessantes e até de fazer boas amizades.

Se paquerar no mundo faz um bem enorme e estimula toda a alegria de viver (dizem que faz bem até para a pele, acredite), imagine o quão prazeroso e benfazejo não é vivenciar o jogo da paquera entre irmãos em Cristo, quando se envolvem um jovem e uma jovem crentes, ambos visando um futuro matrimônio aos pés do Senhor Jesus…

Casal conversa com elogiosE mais: olha que sutil: Prestar atenção no outro é uma arte. Colocar-se no lugar do outro também. Fazer a jovem estar afim de você significa que você fez tudo certo. Logo, estabeleça um vínculo de interesse recíproco, pois este é o trunfo onde a conquista marca seu ponto mais valioso. Sim, mas o que faz parte dessa tarefa? Ora, elogie (sem pieguices); mostre que você está feliz por ter alcançado alguma nova meta em seu emprego; mostre habilidades num novo curso ou trabalho; ouça as palavras de admiração dela com toda humildade; enfim, é isso. Acima de tudo, seja natural: Isto fará uma enorme diferença num mundo de falsidade como o nosso.

Por último, a Agência “Casamento-a-Três” não poderia deixar de fora esta última palavra: não adianta paquerar quem só dá fora. Pessoas boçais não valem à pena! Goste primeiro de si mesmo, tal como você deve buscar primeiro o Reino de Deus e depois as outras coisas. Então, se perceber que está sendo muito custoso insistir com alguém que já deu sinais de que não gosta de você, corte logo o jogo sem hesitação e parta para outra, mas sem grosserias (lembre que, mesmo no insucesso, sua imagem é o que importa, e você deve sempre lutar para que quem quer que tenha passado por sua vida, leve de você a imagem de um bom cristão).

Enfim, insistir com uma moça que não se interessou por você é, no mínimo, uma perda de tempo e um sinal de masoquismo, incompatível com a sua fé em Cristo. A própria Bíblia ensina que nós devemos dar liberdade aos outros, até para quem não quer nada além de uma amizade fria conosco, ou até menos que isso. E também (isso é ainda mais importante) dê liberdade a si mesmo para ser feliz com outra pessoa, pois se aquela primeira gata não lhe quis, Deus pode estar lhe chamando para olhar para uma outra, que deve ser mais consagrada, mais espiritual e até mais bela, com a beleza que Deus “desenhou” para você.

Sobre John Valente

Prof. John Valente - Especialização: relacionamento conjugal cristão; Formado em Administração de Empresas e Teologia, especializou-se em Ciências da Religião, e participou de diversos cursos e treinamentos na área de relacionamento conjugal, inclusive o Seminário de Relacionamento Afetivo da “Agência de Casamento” que lhe apresentou à sua esposa.
Esta entrada foi publicada em Casamento. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code