Descobrindo o coração de uma mulher

Como saber se uma mulher está interessada em você, ou como ter certeza do interesse pessoal dela em iniciar algo além de uma amizade, apesar de toda a dificuldade de entender os sinais femininos

Moça exibe seu coração-1Estaria a mulher interessada em você ou ela é só uma amiga legal? Ou, ainda, ela estaria olhando para você mas pensando no horário da manicure, ou estaria olhando e pensando em como seria legal vocês se conhecerem melhor? Lembre que as mulheres são sempre uma incógnita do ponto de vista “comporta-mental”, mas isso pode fazê-las muito mais fascinantes do que seriam se fossem mais previsíveis. Lembre que elas juntam muitas coisas para pensar de uma só vez (o que pode gerar confusão e indecisão para elas mesmas), mas que isso as torna muito mais aptas para o trabalho e para a aceitação das diferenças individuais. Tudo, afinal, comporta vantagens e desvantagens.

Saber se uma mulher realmente está pensando em um envolvimento sério requer certas técnicas, embora você, como crente, deve esperar que uma crente assim pensasse, já que Jesus não deixou nenhuma outra opção para o relacionamento entre os sexos, a não ser o “Casamento-a-Três”. Assim sendo, se você já escolheu uma moça “com quem sonhar”, tal escolha deve ter sido de uma jovem cristã séria, da qual você saberá com certeza a sua intenção de um relacionamento formal até o matrimônio cristão. É assim que as coisas devem rolar, e você não deve admitir nenhum outro quadro em sua história amorosa, como bom cristão que é.

De qualquer forma, vamos lhe passar algumas dicas para você se aproximar da “moça dos seus sonhos” com mais segurança ainda, além dessas presumidas anteriormente, e não levar um fora “de uma irmã”. Veja:Moça faceira de olhar.gif

Primeiro: Procure observá-la bem, mas sem bancar o espião babaca. Observe como ela mexe no cabelo; veja quantas vezes ela ficou vermelha ao sorrir; se puder ouvir discretamente, escute com quais assuntos ela vibra mais. Enfim, observar é, sem dúvida, a maior arma para uma boa aproximação, pois as mulheres inicialmente dão todos os sinais – quase nunca usando palavras – e muitas vezes os tais sinais são falsos (você se lembra de uma música do Djavan onde ele também se confundiu todo?). Complete este item Primeiro com o item Quinto desta lista.

Segundo: Você percebeu que ela deu alguma abertura? Se deu, então assuma o seu papel e tenha a atitude de um homem crente, que sabe que a regra em jogo é a da Palavra de Deus, e não a sua cabeça ou a dela (se ela for cristã, fará isso também e o valorizará muito mais por isso!). Seja o grande construtor da ocasião e encante-a com uma boa conversa e com uma relação de confiança. E não tenha pressa: aqui o ditado “a pressa é inimiga da perfeição” entra com toda força, e toda mulher adora homens pacientes e para os quais uma demora não dá agonia nenhuma (parece que aqui elas anteveem o futuro, pois homens apressadinhos na paquera serão também os homens inseguros no decorrer do casamento!).

Mulher pensando na águaTerceiro: NUNCA caia no engano de tentar saber o que ela está pensando. A coisa é tão séria que nós podemos afirmar que a mente delas é coisa de outro mundo, literalmente, e é maravilhoso que seja assim! Graças a Deus, Deus as fez mulher e as fez diametralmente diferentes dos homens! Mas lembre que essas diferenças estruturais são benéficas, ao passo que diferenças de gostos e objetivos de vida não devem ser aceitas por quem quer realizar um “Casamento-a-Três”, e por isso assim que você descobrir estas diferenças, deve sair de fininho e procurar outra (lembre que a regra que diz que “os opostos se atraem” é um dos mais crassos erros de avaliação que a sociedade fez dos romances felizes, por pura influência das trevas). Logo, não tente adivinhar o pensamento dela, e se descobrir diferenças de gostos e objetivos, caia fora e parta para outra.

Quarto: Converse. Converse. Converse, e converse com assuntos ao mesmo tempo sóbrios e agradáveis. Nada de agendas profissionais e livros eruditos (a não ser a Bíblia, e só se souber de antemão que ela também é uma evangélica que gosta da Bíblia: muitas não gostam, pelo menos nessa hora, pode crer). Não seja tagarela demais, e muito menos pedante! Perceba que ela também fala e, mais certo ainda, que as mulheres adoram falar: por isso, NUNCA a interrompa! Deixe-a concluir todo o raciocínio dela. Quando ela parar de falar, você entra. Lembre que o diálogo é necessário e até vital para as mulheres: a palavra-chave do coração feminino é a comunicação.Mulher pensa com os olhos-2Quinto: Dentre os sinais que uma jovem pode lhe dar para demonstrar algum interesse em lhe conhecer melhor, estão os seguintes: Com os olhos dela, observe se: As pupilas dilatam (interesse à vista); se piscam mais que o normal. Aquela levantada de sobrancelha com um meio-sorriso. Com os cabelos dela, observe se ela enrola o penteado vaidosamente; se joga o cabelo para trás das costas; se desliza os dedos pelos cabelos; etc. Observe também o movimento das pernas: se ela as cruza muito; se ela ajeita a roupa que pode ter saído do lugar; enfim, fique esperto com estes sinais. Quanto aos lábios dela: veja se ela solta sorrisos espontâneos e naturais; se coloca o lábio inferior entre os dentes ou os prepara para um beijo. Veja também se as mãos dela procuram algum motivo para tocar você no braço, no seu ombro ou na sua mão durante a conversa. É isso.

Com esses indicadores, você entrará e se sairá bem, conquistando uma amizade que poderá/deverá virar um namoro abençoado no Senhor. Agora, se ela não está demonstrando nada disso, quem sabe não é só uma questão de tempo? Muitas conquistas nascem de boas amizades e, para isso, mantenha sempre a boa conversa. E se não for nem isso, então caia fora. Pode crer que ela não foi a mulher escolhida por Deus para o seu futuro. Dê um tchau com educação e sorriso, e espere a resposta de Deus. Ele sempre nos ouve quando mantemos amizade com Ele e nunca tarda quando nossa procura é sincera.

Sobre John Valente

Prof. John Valente - Especialização: relacionamento conjugal cristão; Formado em Administração de Empresas e Teologia, especializou-se em Ciências da Religião, e participou de diversos cursos e treinamentos na área de relacionamento conjugal, inclusive o Seminário de Relacionamento Afetivo da “Agência de Casamento” que lhe apresentou à sua esposa.
Esta entrada foi publicada em Casamento. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code