Atitudes corretas para namorar depois dos 30 anos

É uma idade especial quando completamos 30 anos! Idade cantada e declamada em prosa e verso, sendo considerada o início da maturidade emocional na maioria das pessoas. Aqui partimos deste pressuposto para orientar a paquerologia de uma moça crente nesta idade.

Homem serrando o próprio galhoEsta é uma época de crise. Crise violenta, mesmo sem falar de política e mesmo sem contar que estamos no Brasil! Aliás, estamos numa profusão de crises… desde a crise dos 30 até as da depressão (mental e econômica!). Porém, mesmo assim, nada impede de (e até dá mais razão para) namorar com uma pessoa depois dos 30, sobretudo se for bem escolhida com “jejum e oração”.

Assim, talvez seja a hora ideal para isso, pois toda crise requer maturidade para ser enfrentada, e a chegada dos 30 anos provavelmente fez a pessoa vencer as impulsividades e desassossegos da juventude, abrindo caminho para novas experiências com muito maior proveito psíquico e emocional do que havia antes.

Esta idade é tão bela e propícia para os casais como foi para Cristo, que até para quem quer somente aventura, esta poderá ser bem mais rica e equilibrada do que as que se tentava na adolescência. E para quem quer achar “a pessoa certa” e ter um relacionamento sério, essa idade pode até melhorar o relacionamento consigo mesmo e com o próximo, bem como o do casal, trazendo maior cumplicidade e outras vantagens.

LiçãodehojeÉ até aconselhável buscar alguém aos 30 anos, pois com a chegada da maturidade as escolhas tendem a ser sempre mais acertadas (Claro que nem todo mundo está maduro aos 30, mas é preciso acreditar que algo mudou pra melhor com a idade, embora as exceções aqui quase são bofetadas dolorosas nas esperanças humanas).

Mas, enfim, como é a paquera nesta idade? É verdade que os homens só estão atrás de meninas novas? No mundo, sim. Porém, como aqui o objetivo é estar sempre em paz com a vontade de Deus, então o seu público não pensa em gente nova, pois sabe que a juventude é inconstante e volúvel, quase nada querendo de sério para si. E também: aqueles que procuraram gente novinha só encontraram “porcaria” antes dos 30, e por isso a própria vida lhes ensinou a pensar diferente. Outras pessoas nesta idade terminaram um longo relacionamento e agora estão “escaldadas”. Mas independente disso tudo, mantenha-se “afinada” com essas 5 dicas para namorar depois dos 30. Veja:

1. Sites e aplicativos: Tenha “uma rede” à mão

Tenha uma rede à mão-2

  • Hoje em dia, a Internet, com a correria do dia-a-dia e a falta de opções de bons lugares onde se possa encontrar alguém valoroso ao vivo, é o maior meio de comunicação para este intento. Usá-la a seu favor na hora da paquera é sempre uma boa opção, e é isto o que este Site está fazendo aqui, apresentando-lhe o plano do “Casamento-a-Três”. Aqui você pode “garimpar a sorte”, no sentido de jogar seu anzol no rio dos peixes! Nossa Agência providencia o seu encontro “com a sorte” desejada por Deus para a sua vida, a partir de uma perspectiva cristã de relacionamento. Aqui lhe orientamos a ter uma rede de relacionamentos segura, capaz de lhe ajudar bastante nesta sua empreitada. Assim, vamos lhe ensinar a criar um perfil o mais personalizado possível, e seus gostos ali informados darão a pista e as melhores chances.

2. Peça Ajuda

  • Pedir ajuda? Sim… Por que não? Por que esta sociedade má e corrupta entendeu que pedir ajuda para uma coisa tão difícil é motivo de vergonha? Por que você pode pedir um copo de cachaça ao vizinho e não pode pedir ajuda ao cupido? Use de bom senso e ainda sirva de exemplo para seus familiares e amigos, que podem muito bem estar passando pela mesma dificuldade, pois o jogo do amor é difícil pra todo mundo, principalmente quando se quer a paz de um lar cristão! E sua procura pode ter chegado ao fim quando lhe ocorrer duas coisas: ou você encontrou o cupido certo (por exemplo, a Agência “Casamento-a-Três”), ou encontrou o par certo, seu futuro esposo ou esposa! E tudo, como diz a Escritura, sendo feito para honra e glória de Deus.

3. Participe de cursos, reuniões, eventos, etc…Moça estudando em sala de aula

  • Há uma infinidade de eventos sociais gratuitos e pagos, de tudo quanto é assunto, nos quais crentes podem participar. Cursos de culinária, fotografia, pintura, Informática, enfim, são inesgotáveis as suas chances fazendo um curso desses ou aceitando convites dos colegas de classe (isso tudo sem contar cursos e eventos da igreja, onde se encontram as pessoas interessantes para conhecer melhor. Lembre: esta Agência crê que é mais fácil paquerar gente que pensa como a gente. Logo, afinidade é o ingrediente número um para uma grande paixão. Esteja de olhos abertos, nos lugares certos, e ela pode pintar na sua janela…

4. Mudar o seu velho padrão

  • Uma vez que sabemos não existe “fórmula mágica” no amor e na guerra, talvez mudar o seu padrão de pensamento pode ser o melhor a acontecer para a paquera e o namoro darem certo. Ao menos, não rejeitar pessoas iguais às de sempre (iguais às que você já conhece na igreja, por exemplo), pode ajudar bastante, principalmente se você já saiu de vários relacionamentos pelo mesmo motivo, ou que tiveram o mesmo tipo de problema incidindo para terminá-los.

5. Viaje, sobretudo com turmas de amigosViagem com turma de amigos

  • No embalo de fazer cursos e entrar em atividades onde você pode conhecer gente nova (ou as mesmas pessoas de sempre), programe-se para fazer viagens culturais, religiosas ou somente para curtir um turismo diferente, pois viajar é um dos esquemas mais profícuos para gerar amizades e, você já deveria saber, amizades geralmente redundam em bons namoros e até em casamentos! Aliás, as estatísticas dão muito peso nos registros de casamento a casais que se conheceram em viagens, e estamos numa época em que tudo ficou mais fácil, pois você não precisa nem ir à Agência reservar passagens ou hotéis. E se suas condições financeiras não lhe permitirem este “luxo”, mesmo pequenas viagens de ônibus interurbano podem lhe render boas surpresas!

Enfim, agora mais consciente de seus recursos e oportunidades, invista no seu “look espiritual” e coloque suas energias para trabalhar a seu favor, a cara para fora de casa e o espírito para esperar no Senhor, que do Céu já sabe de tudo o que você necessita!… O mais é contar com Ele e partir pro abraço, literalmente!

 

Sobre John Valente

Prof. John Valente - Especialização: relacionamento conjugal cristão; Formado em Administração de Empresas e Teologia, especializou-se em Ciências da Religião, e participou de diversos cursos e treinamentos na área de relacionamento conjugal, inclusive o Seminário de Relacionamento Afetivo da “Agência de Casamento” que lhe apresentou à sua esposa.
Esta entrada foi publicada em Casamento. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code